quarta-feira, setembro 28, 2005

Requiem pela "Quinta do Paço da Serrana" V. Há 20 anos era assim...


A pequena capela de "Nossa Senhora dos Remédios", junto do monumental pinheiro manso. Um espaço de contemplação, sobre o rio Douro (ainda perceptível na foto) e que os bancos de granito sob a frondosa copa dessa árvore secular faziam ressalvar. Aquele que era, sem dúvida, um dos mais belos locais da "Quinta do Paço da Serrana", é agora apenas uma saudade, graças ao poder destrutivo do fogo e à incúria dos homens...

2 comentários:

manueladlramos disse...

Mas ardeu mesmo tudo? O pinheiro manso belissimo que se vê , a casa, tudo?
;-(

APOBO disse...

Caríssima Manuela.
Ainda não tive coragem de ir reportar o que ficou de facto destruído nos vários incêndios que assolaram a "Quinta do Paço da Serrana". Pelo que se observa da outra margem do rio Bestança o pinheiro terá ardido parcialmente. Não será fácil a sobrevivência. (Tínhamos em plano classificá-lo, assim que viesse a classificação do "Cipreste da Casa do Outeiro". Ironia do destino?...). Parte do maciço arbóreo da "Quinta" está classificado como "FLORESTA DE PROTECÇÃO" (POARC). Protecção de quê?...
A pequena capelinha ardeu totalmente...
Enfim...Tal, como dizia num comentário que fiz há pouco no "Sargaçal", salvo erro, "começo a sentir vergonha de ser português..."
Abraço
Manuel