quarta-feira, setembro 07, 2005

À memória de Fernando Távora (1923-2005)

"Fernando Távora. O reinventor da arquitectura moderna. O decano da arquitectura portuguesa, que trouxe os valores locais e a história para a arquitectura moderna, morreu ontem (Sábado, dia 3), aos 83 anos. Considerado o grande mestre da Escola do Porto, é responsável pelo acerto da arquitectura portuguesa com as vanguardas internacionais" (in, Público, 4/9/2005). A sua obra continua a ser notícia mesmo após a sua morte, pelos piores motivos, é certo. Via Dias Com Árvores, "Pinheiros mansos no alto da avenida".

2 comentários:

manueladlramos disse...

E via ALIADOS, se me permite, sim?

APOBO disse...

Olá Manuela!
Há quanto tempo! Seja bem aparecida.
Claro que permitimos. Só temos é que lhe agradecer e, já agora, endereçar-lhe os parabéns pelo fantástico (e omnipresente) "Dias Com Árvores"...
Até sempre.