segunda-feira, setembro 11, 2006

Há cinco anos todos fomos americanos...


Passados cinco anos as questões sobre o que realmente sucedeu neste dia não cessam de aumentar e surpreender... Porque há cinco todos fomos americanos, todos temos o direito de nos questionar e de obter respostas (lógicas) para o que realmente aconteceu... O blogue "A Sombra" reclama esse direito e irá fazer cinco perguntas, simbólicamente uma por cada ano passado. Será publicada uma pergunta por dia durante os próximos cinco dias. A primeira foi lançada hoje e é:
"Como é possível que cada uma das Torres Gémeas e o WTC Sete tenham caído no mesmo espaço de tempo que demoraria a atingir o solo um objecto lançado do topo de cada um deles?"

Para aceder ao "A Sombra" basta clicar na imagem... Para ir directamente para o artigo que acompanha a pergunta, clicar no texto sublinhado.

Agradecemos, mais uma vez ao "A Sombra" os elementos d
isponibilizados

3 comentários:

Marco Aurélio disse...

Acho que os Ianques deviam se lembrar também dos mortos do Vietnã, Iraque, da Nicarágua, e de outras matanças que eles promoveram. Sem falar nos regimes ditatoriais que se instalaram na América Latina com o apóio do Tio Sam. O número de vítimas foi bem mais elevado do que a dos atentados as torres gêmeas. De qualquer jeito sempre os inocentes é que morrem, como no caso do WTC.

Um abraço

Marco Aurélio

RS disse...

Caro Cerveira,

Ver A Sombra com tamanho destaque é sempre um prazer e agradeço a tua participação nesta "campanha" pela verdade.
Como sabes, não tenho as respostas para as perguntas que faço. Nas conversas que temos sobre o assunto, as hipóteses surgem umas a seguir às outras com a memória das imagens desse triste dia. Triste para os nova-iorquinos e triste para todos nós, pois a partir daí o mundo, que já não estava grande coisa, tornou-se um verdadeiro inferno para milhões de pessoas, que hoje sofrem as consequências do 9/11, de New Orleans a Baghdad, de Beirute a Madrid, de Londres a Gaza... Mas as respostas não são para nós as darmos, mas para que quem de direito investigue seriamente e as forneça ao mundo.

Algum dia conheceremos a verdade?
Espero que sim. Se queremos um mundo livre, temos de exigir essas respostas. E seja qual for o resultado, trabalhar para que o 9/11 e as suas consequências não se repitam jamais.

Um abraço,
RS

APOBO disse...

Caros Marco Aurélio e RS

Obrigado pela vossa participação. O lançamento deste debate é também uma forma de homenagear as vítimas (todas as vítimas) do 11 de Setembro. Não só as norte-americanas, mas também de tudo aquilo que se seguiu, até hoje...
Por outro lado para salientar também que há que lutar contra o terrorismo, contra todo o tipo de terrorismo e barbárie, não esquecendo que a própria guerra é, sempre, uma forma de terrorismo. Mas, para essa luta poder dar frutos há que começar pela procura, isenta, imparcial e objectiva da verdade... Por muito que doa. Não há terrorismo "bom" e "mau"... Conforme não há terrorismo "preto" e "branco"...
Por outro lado há que procurar, insistentemente, o entendimento e diálogo entre culturas e religiões, entre povos e civilizações. Distribuir melhor a riqueza e tratar melhor a nossa "casa", que é esta bola à deriva no espaço... O que, aliás, foi já recentemente preconizado pelas Nações Unidas.
Bom. Mais uma vez, obrigado e até breve.
A direcção da APOBO
Manuel da Cerveira Pinto

P.S.(Iremos continuar a acompanhar "A Sombra" as suas pertinentes questões...)