quinta-feira, julho 21, 2005

Inacreditável (II)


Já em Março havíamos alertado para esta situação, no artigo intitulado "Inacreditável". Não tínhamos, então, uma imagem para ilustrar esta barbaridade. Não bastam os incêndios para destruir a floresta portuguesa. Há também quem tenha largas responsabilidades neste cartório, mas que nunca é "chamado à pedra"! Isto independentemente de terem sido apresentadas reclamações junto do Ministério do Ambiente e da própria Câmara Municipal. Recordo que abaixo da estrada (precisamente onde foram feitos estes socalcos) existia um maciço arbóreo idêntico ao que se vê do lado direito da foto, sendo que o terreno está classificado no PDM (Plano Director Municipal) como REN (Reserva Ecológica Nacional) e pelo POARC (Plano de Ordenamento das Albufeiras de Régua e Carrapatelo) como FLORESTA DE PROTECÇÃO. Protecção??? Qual protecção? Haja é quem nos proteja desta gente...

4 comentários:

Solariso disse...

Lanço um repto a todos os que têm um Blog para colocarem um Post e mantendo sempre à cabeça com a seguinte frase.

POR FAVOR POUPEM ÁGUA

(escrevam em letras grandes e gordas a vermelho)

APOBO disse...

Caro Pedro. Acatamos a mensagem e vamos seguir o seu repto. Obrigado pelo seu exemplo e empenho.

Joao Soares disse...

Caro Cerveira Pinto
Espero que a tragédia do incendio em Boassas tenha sido minimo...
Bom fim de semana
Um abraço
http://bioterra.blogspot.com

APOBO disse...

Olá caríssimo João.
Obrigado pelas suas palavras. Infelizmente foi ainda um incêndio bastante grande. Tirei algumas fotos que depois, provavelmente, irei publicar aqui no BOASSAS. As chamas ameaçaram mesmo as habitações, a "Casa de Rebolfe" (turismo rural) e até as escolas primárias de Boassas e Porto Antigo.
Isto tem-me dado que pensar e lembrei-me de propor a criação de uma espécie de empresa, apoiada pela APOBO, para fazer a limpeza das matas durante o ano e vigilância no verão... Era uma forma de criar emprego e de reduzir este tipo de ocorrência, cada vez mais frequente... Mais uma vez obrigado (também pelo "link", que retribuímos - o Bioterra é uma referência!). Um abraço e até sempre!